Empoderamento feminino na Índia

0 Comments

[ad_1]

O empoderamento das mulheres na Índia é uma tarefa desafiadora, pois precisamos reconhecer o fato de que a discriminação baseada em gênero é uma maldade social profundamente enraizada praticada na Índia de várias formas há milhares de anos. A malícia não vai desaparecer em alguns anos ou mesmo tentando trabalhar nela por meio de tentativas tímidas. A formulação de leis e políticas não é suficiente, visto que na maioria das vezes essas leis e políticas ficam apenas no papel. A situação do solo, por outro lado, permanece a mesma e, em muitos casos, piora ainda mais. Enfrentar a malícia da discriminação de gênero e o empoderamento das mulheres na Índia é uma longa batalha contra as poderosas forças estruturais da sociedade que são contra o crescimento e o desenvolvimento das mulheres.

Empoderamento das mulheres na Índia: a necessidade de ações no nível do solo

Temos que aceitar o fato de que as coisas não vão mudar da noite para o dia, mas por causa disso também não podemos parar de agir. Nesta conjuntura, o passo mais importante é iniciar ações ao nível do solo, por menores que pareçam. As ações de base devem ser focadas para mudar a atitude e as práticas sociais predominantes na sociedade que são altamente preconceituosas contra as mulheres. Isso pode ser iniciado trabalhando com as mulheres no nível básico e concentrando-se em aumentar o acesso e controle das mulheres sobre os recursos e aumentar seu controle sobre a tomada de decisões. Trabalhar ainda mais no aspecto de maior mobilidade e interação social das mulheres na sociedade influenciaria positivamente o desenvolvimento geral e o empoderamento das mulheres na Índia.

Empoderamento das mulheres na Índia: verificação da realidade no nível do solo

Hoje há muitas coisas que estão acontecendo em nome do empoderamento das mulheres na Índia e muitos recursos são gastos nessa direção. Tendo isso em mente, é crucial ter uma verificação da realidade sobre o que está acontecendo no papel e qual é a situação real do terreno. Vale a pena refletir sobre o fato de sermos um dos piores em termos de rankings mundiais de igualdade de gênero. Na Índia, as mulheres são discriminadas e marginalizadas em todos os níveis da sociedade, seja na participação social, nas oportunidades econômicas e na participação econômica, na participação política, no acesso à educação ou no acesso à nutrição e aos cuidados de saúde reprodutiva. Um número significativo na sociedade ainda considera as mulheres como objetos sexuais. A disparidade de gênero é alta, os crimes contra as mulheres estão aumentando e a violência contra as mulheres é sempre alta e, na maioria dos casos, não é denunciada. Os problemas relacionados ao dote e a morte estão aumentando e se manifestando profundamente na população urbana. O assédio de mulheres no local de trabalho é outro fenômeno que está aumentando rapidamente à medida que mais mulheres ingressam no mercado de trabalho. Os casamentos precoces ainda ocorrem em grande número e o número de meninas que vão à escola é extremamente baixo. Além disso, a maioria das meninas que ingressam na escola abandonam a escola na puberdade para se casar e viver uma vida de trabalho penoso. O feticídio e infanticídio feminino está protagonizando a nação como uma das maiores crises sociais. Tudo isso está acontecendo apesar do fato de que existem vários programas e iniciativas políticas que estão sendo executadas pelo governo e outros órgãos. O ano de 2001 foi declarado como a Política Nacional de empoderamento da mulher. Portanto, é hora de perguntar se estamos nos movendo na direção certa e onde estamos em termos de ações no papel e as realidades reais do terreno.

Empoderamento das mulheres na Índia: discriminação contra as mulheres em todas as esferas da vida

Um dos principais aspectos do empoderamento das mulheres na Índia é mudar a atitude da sociedade em relação às mulheres. O problema na Índia é que a sociedade nunca trabalhou na premissa da igualdade de gênero por muito tempo. Atrocidades e discriminação contra as mulheres são uma forma de vida diária na sociedade indiana. Há uma atitude que ainda prevalece na Índia, onde as mulheres são consideradas dignas apenas das atividades domésticas e de cuidar dos filhos. O sistema do véu, o casamento infantil e o dote são testemunhos desta verdade. As mulheres nunca fizeram parte da sociedade dominante na Índia e ainda são consideradas um grande passivo. Se olharmos apenas para a proporção entre os sexos, isso mostrará a situação das mulheres na Índia. É o mais baixo em cerca de 933. A alfabetização feminina é de apenas 54,16% conforme o Censo de 2001. No parlamento e assembléias indianas as mulheres nunca representaram mais de 10%. A maioria das mulheres trabalhadoras na Índia está fora do setor organizado. Administradores, gerentes, profissionais combinados e técnicos, por outro lado, são os mais baixos, com 2,3% e 20%, respectivamente. Agora, esses números dão a verdade real da mentalidade real da sociedade que restringiu as mulheres, marginalizou as mulheres e discriminou as mulheres abertamente. Podemos alcançar o empoderamento das mulheres na Índia com esses números alarmantes e sombrios?

Empoderamento das mulheres na Índia: Mulheres que não controlam suas circunstâncias

Como mencionei antes, o governo declarou 2001 como o ano do empoderamento das mulheres, mas nada aconteceu depois disso. As mulheres ainda hoje não são capazes de exercer controle total sobre suas circunstâncias ou ações. De uma sociedade de bem-estar no início, a Índia passou a abraçar o modelo de desenvolvimento e agora a última moda é o modelo de empoderamento. Mas com todas essas iniciativas, por mais genuínas que possam ter sido ou são, nada de substancial aconteceu no terreno. A maioria das mulheres na Índia são pobres, sem instrução e com treinamento insuficiente. Eles muitas vezes acabam na luta diária de administrar uma família mal equipada e não estão em condições de se impulsionar para fora das condições sociais e econômicas opressivas e regressivas. O infanticídio feminino é um dos maiores crimes contra a humanidade que está sendo cometido na Índia. O sistema patriarcal encoraja um filho do sexo masculino e considera a mulher como propriedade ou responsabilidade desde o dia em que nasce. Precisamos aceitar a verdade de que há uma grande discrepância na ideologia e na prática real da política de empoderamento na Índia. Tudo está acontecendo em um nível muito superficial e chegou a hora de descobrir um caminho acionável no nível básico para uma mudança real e mensurável.

Empoderamento das mulheres na Índia: questões a serem abordadas

Há um grande número de questões que precisam ser abordadas para agilizar os programas de empoderamento das mulheres existentes na Índia, bem como iniciar o trabalho real no nível básico. As mulheres representam 52% da população do país, mas suas condições de vida são muito duras e torturantes. Para iniciar ações mensuráveis ​​no nível do solo, a educação das mulheres deve ter prioridade máxima e os programas de alfabetização feminina precisam ser aplicados em todo o país. Além disso, para melhorar as condições socioeconômicas, as mulheres precisam ser treinadas e melhor equipadas para tomar decisões informadas. A mudança real só será visível quando as atitudes e normas sociais mudarem. Aqui, programas inclusivos envolvendo os homens são a necessidade do momento. Isso será útil para elaborar ajustes e compartilhar o desempenho ou tarefas específicas baseadas em gênero que atualmente sobrecarregam as mulheres sem fim. A menos que melhoremos os padrões de vida das mulheres na Índia, talvez não possamos influenciar seu empoderamento de nenhuma outra maneira possível. Várias questões que precisam ser abordadas para melhorar as condições gerais das mulheres na Índia incluem acesso a combustível de coque acessível para mulheres rurais, fornecimento de água potável, saneamento, aumento da capacidade de tomada de decisão entre as mulheres, fornecimento de salários iguais aos dos homens, sua exploração, melhorando a participação política das mulheres, erradicando a pobreza entre as mulheres, aumentando a segurança das mulheres que trabalham na agricultura como trabalhadoras assalariadas diárias, fornecendo saúde e nutrição acessíveis e gerenciando o risco de gravidez indesejada, infecções por HIV e doenças sexualmente transmissíveis.

Empoderamento das mulheres na Índia: Acabando com a desigualdade de gênero e o preconceito de gênero

Deve-se entender que, a menos que mudemos a atitude social básica que cultiva a desigualdade de gênero e o preconceito de gênero, não seríamos capazes de alcançar muito em termos de empoderamento das mulheres na Índia. Existem muitas leis e muitas emendas que foram feitas para acabar com a discriminação contra as mulheres e empoderar as mulheres em todos os aspectos da vida. A igualdade de gênero está consagrada na constituição indiana e a constituição capacita o estado a acabar com a discriminação de gênero contra as mulheres. Há reserva de lugares em órgãos locais e municípios e está prevista outra lei para reserva no parlamento. Mas a parte triste é que todas essas leis e emendas se tornaram inúteis, pois os problemas fundamentais residem na atitude da sociedade que é altamente tendenciosa contra as mulheres. Agora qual é a solução? A única solução é que as mulheres se unam como uma força unificadora e iniciem ações de auto-empoderamento no nível básico. Deixe acontecer, mesmo que seja em um ritmo lento inicialmente, mas deve acontecer, por mais pequenos que sejam os passos iniciais. Então a conexão é muito clara. Uma vez que trabalhamos para o auto-empoderamento por meio de um pequeno número de ações infinitas, nos tornamos conscientes das realidades básicas e então podemos pensar em recorrer ainda mais para mudar a mentalidade da sociedade que promove a desigualdade e o preconceito de gênero.

Empoderamento das mulheres na Índia: Acabando com a violência contra as mulheres

Quando falamos de empoderamento feminino na Índia, o aspecto mais importante que vem à mente é a atitude da sociedade em relação às mulheres. As mulheres ainda são consideradas um fardo e uma responsabilidade. Eles também são considerados como propriedades. Esses tipos de atitudes dão origem ao mal da violência contra as mulheres. O empoderamento das mulheres na Índia não é possível a menos que a violência contra as mulheres seja erradicada da sociedade. A Comissão Nacional da Mulher foi criada em 1992 e a Convenção de Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher foi ratificada em 1993. Além das leis e formulações de políticas, a violência contra a mulher só pode ser combatida através de mudanças de atitude que precisam ocorrer na família , na sociedade e os membros femininos da sociedade também. Somente essa mudança de atitude e ação proativa contra a violência por parte de cada indivíduo ajudará a galvanizar as estruturas adormecidas do governo e da sociedade em direção a novos passos e ações concretas. A menos que a sociedade aceite a igualdade de gênero como um princípio fundamental da existência humana, todos os esforços produzirão resultados apenas parcialmente. Sensibilização de gênero e treinamento de gênero é a principal necessidade do momento. A luta pela igualdade de gênero deve ser realizada em todos os níveis e deve superar as barreiras de casta, classe, raça e religião.

Empoderamento das mulheres na Índia: Cooperação entre mulheres

Para enfatizar mais uma vez, o empoderamento das mulheres não pode acontecer a menos que as mulheres se unam e decidam se auto-empoderar. Auto-empoderamento deve ser todo na natureza. Quando isso acontecer, podemos pensar em galvanizar o sistema em direção a melhores instalações de saúde, nutrição e educação para mulheres em grande escala. O auto-empoderamento pode começar abordando as questões do dia-a-dia enfrentadas por mulheres individuais e abordando-as com uma mentalidade de melhorar as condições gerais de vida das mulheres em todos os níveis e estratos da sociedade. É preciso construir um movimento que desperte o eu individual em cada mulher para a ação criativa e geradora. A este respeito, as mulheres progressistas e engenhosas da sociedade precisam se apresentar para ajudar suas irmãs menos privilegiadas de todas as maneiras possíveis. Isso nos ajudará a semear a semente para o verdadeiro empoderamento das mulheres na Índia.

[ad_2]

Source by Sanjay Kali

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.